fbpx

Anteriormente falei sobre o processo de compras e todos os diversos acontecimentos que influenciaram para essa mudança: avanços da tecnologia, a internet, a mobilidade, a correria do dia-a-dia, rapidez das informações, compra através de poucos cliques, redes sociais, etc. Essas mudanças no processo de compras geraram uma nova tendência de mudança para as empresas. Elas precisaram mudar sua forma de chegar ao cliente para adquirir sua atenção, pois já se sabe que hoje muitas vezes a decisão de compra acontece antes mesmo do contato com o vendedor.

Leia mais sobre o processo de compras aqui.

Essas estratégias para atrair a atenção do cliente se define muitas vezes na etapa onde o cliente ainda está decidindo entre seu produto ou do concorrente, processo esse que muitas vezes ocorre durante a pesquisa do problema/solução realizado pelo cliente, quando este decobre sua necessidade e pesquisa-se o tema pela primeira vez, considerando saber mais sobre aquele assunto antes de decidir. Empresas que auxiliam seu cliente neste momento geralmente saem na frente, ao solucionar suas dúvidas a empresa ganha credibilidade, confiança e autoridade antes mesmo do processo de compra.

Conteúdos que envolvem a criação de artigos relevantes ganham cada vez mais espaço na luta por reputação e credibilidade na internet, a maior vitrine de produtos e serviços do mundo. Pense atentamente em cada informação que você pode oferecer e que vai dar a segurança de quem de fato entende do assunto.

A internet se tornou o ponto de encontro entre empresas e clientes e, para que este relacionamento dê certo e seja duradouro, é preciso investir em estratégias que não só atraiam o cliente para o seu site, mas que também o façam retornar. Esta é a principal missão do Marketing de Conteúdo, que deve ser planejado de acordo com os objetivos da empresa e o público-alvo em questão.

Mas, na prática, como chegar lá? São muitas as opções de produtos de conteúdo, tanto para empresas B2B quanto B2C: desde posts no blog e ebooks a games, pesquisas de mercado, calculadoras e muito mais. Como saber qual o melhor para atingir os objetivos?

Há uma matriz de decisão interessante que trazemos no infográfico abaixo, que leva em conta o objetivo da empresa (do reconhecimento do cliente à decisão de compra) e o perfil do público-alvo (mais emocional ou racional). Vamos conferir?

Basicamente, a combinação dos dois eixos, o objetivo da empresa na horizontal e o perfil do cliente, na vertical, criam quatro quadrantes, que são:

1.Entreter
Para se relacionar de forma mais emocional com o público e com objetivo de reconhecimento, as opções de produtos de conteúdo seriam: vídeos, quizzes, competições e mesmo posts no blog e ebooks.

2.Inspirar
Na mesma linha mais emocional, porém com objetivo direcionado à conversão, são eficazes: depoimentos de celebridades, reviews de usuários, fóruns abertos à comunidade, ratings e certos eventos.

3.Educar
Para atrair um público mais racional ou que busca conteúdo sobre produtos e serviços corporativos, as opções mais interessantes são: pesquisas de tendências, infográficos como este acima, guias, posts no blog da empresa e ebooks também.

4.Convencer
Se o objetivo é conduzir o público com perfil mais analítico à tomada de decisão de compra, há vários produtos de conteúdo que podem ajudar: exemplos de sucesso e estudos de caso, listas de funcionalidades de produtos, demonstrações de uso, webinars, checklists e calculadoras.

Qual produto escolher?
Mais importante do que focar a atenção em um pool de produtos, é ter uma estratégia bem definida, que contemple uma mescla de formatos para cada etapa do ciclo de compra dos seus clientes. Escolher o máximo de opções (e executá-las com qualidade e foco no público-alvo) certamente traz mais resultados. O problema é que nem sempre o orçamento permite acessar alternativas mais caras, como fazer design de infográficos e desenvolver calculadoras e outras ferramentas dinâmicas, por exemplo. Nessas situações, o ideal é manter o blog corporativo sempre atualizado (para garantir a presença da empresa nas ferramentas de busca) e criar ebooks ou webinars focados em tirar dúvidas pontuais do público, para serem acessados mediante cadastro (permitindo a criação de um mailing de interessados).

Depois, com o tempo e o aumento das conversões, você poderá ir inserindo novas opções de formatos para que seu público acesse e consuma ainda mais conteúdo da empresa.

Ficou claro? Então mãos à obra!
Ah! Este infográfico é da galera da contentools #Obrigado